2.07.2013

No more springs


Não entendo porquê. Por que abro as portas do meu peito tão facilmente àqueles que evidentemente me vão magoar. Por que mesmo que o meu peito arda nas noites nostálgicas que olho para quem fui e quem sou e analiso a quantidade de cicatrizes e marcas que o tempo e a solidão dolorosa deixaram, continuo a cair nos mesmos erros. Naqueles ingénuos erros que me deixam violado. Simplesmente usado por quem pega o que pretende e me deixa ali, com os olhos brilhantes e turvos pelas lágrimas de quem esperava – e merecia – mais. Dar cabeçadas na parede para mim nunca parece ser suficiente. Tudo porque esta esperança, esta idiota esperança, crê ainda, mesmo depois de todas as provas amargas da vida que poderá vir alguém que mudará tudo… Pensam esses sínicos que me conhecem e me julgam que apenas sou carente de amor. Talvez sim. Carente de esperar por tanto tempo alguém verdadeiro com quem construir planos e sonhos. Alguém que me dê rumo e vida e me faça ser mais do que um corpo apático sentado no chão, abraçado aos joelhos com a cabeça perdida nas coisas que sempre escrevo quando me sinto desfalecer… quando preciso desse tal alguém que me ouviria e apoiaria e percebo que ele não está aqui. Que nunca esteve e que talvez nunca esteja. Motivos tolos para chorar mas que me roubam o sono e os sonhos bonitos que ouço falar de boca em boca daqueles que não valorizam a sorte que têm… Daqueles que erraram tanto ou mais que eu e ainda assim conseguiram tudo o que eu mais precisava… Apenas um bom motivo para me levantar da cama cada dia com um sorriso, com força suficiente de encarar a vida e vontade de fazer algo por mim. Poderia fazê-lo por mim, claro que podia… mas isso seria negar uma vida vazia de afetos. Seria esconder de mim mesmo a triste realidade que me deparo a cada passo na rua… Não há mais um lugar para mim neste mundo ou qualquer outro... As lágrimas fluem sobre as folhas onde escrevo isto. Borratam as letras dolorosas que não quero ler e apagam as palavras que me torturam. Respiro fundo e pouso o lápis sentindo a injustiça da vida espalhar-se dentro de mim como um veneno. É triste conhecer-me tão bem e saber que um dia, quando os meus amigos tiverem a vida deles e não puderem despender horas do seu dia comigo somente restarei eu e a solidão, aqui… neste mesmo canto, sem nada para me fazer sorrir.

92 comentários:

  1. Obrigado para aqueles que perderam alguns minutos da sua vida a ler isto.

    ResponderEliminar
  2. é sempre um prazer perder minutos e segundos a ler mais um magnifico texto teu :) bjs.

    ResponderEliminar
  3. Compreendo perfeitamente as tuas palavras. Dói saber que talvez aquela pessoa nunca esteve ali ao nosso lado, e que por momentos chegamos a pensar que sim, estava lá, mas não... éramos nós quem queria acreditar em algo que não estava a ser real.
    Chega a doer todas as manhãs quando acordamos e percebemos que mais um dia está prestes a começar e que assim também nasce mais um dia, mais um dia vazio, e sem motivos para nos erguemos do aconchego que guarda as nossas lágrimas todas as noites.
    Mas acredita que o bom motivo chegará no seu dia, no dia em que tudo mudará, e aí irás poder sorrir sabendo que o dia que irá mudar o rumo da tua vida chegou!
    FORÇA!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelo apoio, do fundo do coração.

      Eliminar
  4. Adoro aquilo que escreves *.*
    Simplesmente fico perplexa e agarro-me as tuas frases presa no ecrã do computador :)
    Escreves super bem. Fica bem :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podes passar sempre que quiseres. Obrigado por acompanhares o quer escrevo. :)

      Eliminar
  5. Não me arrependi nada de ter perdido uns minutos a ler este texto, fez-me perceber que não é só eu que me sinto assim, infelizmente. Compreendo-te tão bem, pensar que temos alguém do nosso lado, e afinal essa pessoa não está. Ficar à espera da felicidade, e ela não vem. Enquanto nossos amigos estão felizes da vida com suas namoradas, ou o que for, eu estou sozinha no meu quarto a ler os meus pensamentos a tentar perceber o que tem de errado comigo, mas eu sei que não posso pensar assim. Eu também sou digna de ser feliz e tu não és diferente. Tu também irás encontrar aquela pessoa que irá fazer-te sentir um homem realizado. Pode demorar mais uns anos, ou até minutos, nós não sabemos, não estamos lá, mas de uma coisa podes ter a certeza, TU VAIS SER FELIZ ! Talvez o nosso problema seja fazer de nossa vida, uma rotina. Muda por ti, pela tua felicidade. Se precisares de algo, não hesites em procurar-me. Força, muita Força.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito Muito Muito obrigado a ti e a todas as pessoas que não me conhecem e mesmo assim me tentaram ajudar, com conselhos e palavras meigas que me fizeram sorrir.
      Muito obrigado.

      Eliminar
  6. Agradece-me ficando bem e sei que tu vais ficar, acredita em ti. Mostra a ti mesmo, que és forte e por favor não procures o isolamento, ele é obscuro, faz-nos sentir ainda mais sozinhos. Luta pelo teu sorriso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. És o tipo de pessoas que deveria existir em maior número.

      Eliminar
  7. Cada palavra neste texto me cativou, muito sinceramente :) Para além de me identificar totalmente com o que escreveste, é bom sentir que afinal não somos os unicos a sentir-nos assim. Já para não falar que escreves muito bem! Força!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Algo que descobri depois de postar. Muito obrigado.

      Eliminar
  8. Não tens motivo para agradecer, o que escrevi é de coração. Acredita que podermos colocar o sorriso no rosto de alguém é muito gratificante, e ainda bem que o consegui! E espero que muito brevemente possas acordar todas as manhãs com um sorriso, pois a vida foi feita para sorrirmos. Poderás também contar comigo, sempre!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito Obrigado por alegrares o meu dia cinzento. Não me cansarei de agradecer!

      Eliminar
  9. Adorei o texto (:
    Ler o teu texto não é perder tempo, é deliciar-nos *

    ResponderEliminar
  10. Há coisas que não se explicam porque nem elas têm justificação. Amamos, magoamo-nos, desistimos do amor e, quando damos por nós, já estamos a amar novamente.

    Um Bom texto, já tinha saudades de aqui passar.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, podes passar sempre que quiseres. Também gosto das tuas visitas. :)
      Abraço.

      Eliminar
  11. É das melhores sensações, não é?
    Claro que não me importo :) Sigo-te também.

    ResponderEliminar
  12. Está tão lindo, escreves muito bem!
    irás encontrar algo, mais concretamente alguém, que te faça sorrir e que te dê vontade de levantar da cama todos os dias, vais ver (:
    r: obrigada, são todos bem vindos! gostei imenso do teu blog e também vou seguir (:

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, tão querida, obrigado :) Sê bem-vinda.

      Eliminar
  13. Eu também te estou a seguir :)


    Por vezes nós rapazes, somos sempre mais expostos a estas coisas, porque somos considerado o sexo mais forte, mas as pessoas esquecem-se que também temos sentimentos, e que também nos podem magoar. Muitas pessoas encontram nas nossas vidas, e já vem com a intenção de nos magoar.
    Eu sempre que escrevo é o que sinto, da ai também o link do próprio blog, e o seu próprio nome. Mas concordo plenamente contigo, há falta de muita sinceridade neste Pais, infelizmente.

    Eu não costumo escrever muito, só voltei a escrever a coisa de 1 semana mais ao menos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, eu também vai por fazes. Sinceramente não sou nada de postar por encher. Escrevo quando preciso e sinto necessidade de me expressar, basicamente. :)
      E já agora, sê bem-vindo aio meu espacinho!

      Eliminar
  14. Muito obrigada por seguires. És muito bem vindo no meu blog :)
    Adorei o que li aqui. Revejo-me um pouco neste teu texto...

    ResponderEliminar
  15. tens saudades de alguém especial tambem? :( é horrivel sentir saudades :x adorei o teu texto, tens muito jeito! (digo isto porque nao e normal ver rapazes a escrever xD )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, não é muito comum ver rapazes a escrever... Mas sinceramente não escrevo um blog por ser modinha ou por parecer intelectual. Escrevo porque me faz bem, porque me conforta desabafar o que sinto e sem pedir nada, encontrar tantas pessoas a dar força e energia a continuar. Isso é muito gratificante. :)

      Eliminar
  16. r: woow és como eu. Única diferença nem os hamburgers do Mc eu gosto :s nem consigo lá entrar o cheiro põe-me nauseada...
    Ahahah e é claro q não me importo que sigas o meu blog tonto :p
    E está mesmo lindo o teu texto :) acho que me revi um pouco nele, tanto que até fiquei com arrepios :p
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sinceramente, ainda falando do Mc, nos ultimos tempos (note-se que vou lá uma vez por mês no máximo, e é há falta de tempo para esperar uma pizza ou comer comidinha de jeito) fiquei sempre muito mal disposto e fui sempre muito mal atendido. :/ Para mim está a perder qualidade, ou sou eu que já estou a tornar-me mais selectivo. Um quilo de sal por uma unidade de batatas das mais pequenas era escusado, assim como metade do copo da coca-cola de gelo em pleno Inverno... Mas vá, é a minha opinião. :S

      Eliminar
  17. E por vezes, temos de viver com essa saudade dentro de nós e guardar no nosso coração. Um abraço para ti também e continua a escrever, tens um grande talento :)

    ResponderEliminar
  18. Me too :p ainda não vi a série mas adoro os livros são incríveis :D Eu também adoro o mundo do fantástico :) mas os dragões são as minhas criaturas preferidas. Adorava ter um como a Saphira do Eragon :Dahaha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca li Game of Thrones mas sigo a série à risca sem me faltar um episódio.
      Ainda sobre dragões, particularmente repteis não é o meu forte e acho que se visse um lagarto gigante a cuspir fogo no céu no mínimo dos mínimos teria um ataque!
      Fica lá tu com os dragões que eu fico com os Unicórnios e afins. AHAHAH

      Eliminar
  19. Ah, e concordo com a tua opinião sobre o Mac:)

    ResponderEliminar
  20. Devias ler, são incríveis os livros :3 ahahah eu também gosto de unicórnios, fénixes, centauros, mas preferia um dragão que me levasse a voar pela cidade hehe :3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eheh, entendo :) E bem queria ler mas os livros são muitos e não são baratos. Acaba por ficar complicado investir em sagas tão numerosas.

      Eliminar
  21. Adorei o teu texto *_* Penso muitas vezes assim, que um dia vou ficar eu e a solidão...
    Sigo :)

    ResponderEliminar
  22. Uauu muito obrigada, vou visitar muitas vezes o teu cantinho eheh :))

    ResponderEliminar
  23. muito obrigada pelo comentário, agradeço-te e posso dizer que também gostei imenso do teu blog e da forma como escreves, tens talento e quero ler muito mais, portanto vou seguir-te igualmente :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh tão querida :) Obrigado pelos elogios e por acompanhares o meu trabalho.

      Eliminar
  24. Já sentia a tua falta, sabes?
    Rapazes no blog é algo anormal e só isso faz-te ser especial...

    Tudo o que tu sentiste aqui, eu sinto também Relojoeiro (? qual é o teu nome), desde a falta de um amor que me acolha até ao medo de não ter amigos um dia ... mas sabes? Sentir esse medo é a maior certeza que hoje vives coisas intensas, coisas que não queres que acabe ... já com o amor, só nos resta esperar ... esperar e esperar ... quem sabe um dia <3

    Beijinhos,
    Pensando com Arte *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem, eu tento pensar o mais positivo possível e não me debater com esse tipo de assuntos incertos, no entanto toda a gente tem aqueles dias que nos cai tudo em cima e tudo parece um caos...
      E podes tratar-me por André! :)

      Eliminar
  25. Eu normalmente escrevi todos os dias, sobre o dia a dia, e por acaso foi na altura que me sentia bem, pois o que me irritava durante o dia, desabafava ali.
    Mas agora é só quando não aguento mais, ou quando começo a refletir e escrevo em algum sitio e depois acabo por desenvolver. Por exemplo que escrevi ainda agora, foi assim.

    E tu Também és bem vindo ao meu espaço como é óbvio :)

    ResponderEliminar
  26. r: sinceramente acho que me perco cada vez mais a cada dia. e é um perder bom, pq ele encontra-me sempre (: obrigada!

    ResponderEliminar
  27. É não é? Pensei ser a unica a sentir isso...A vida é uma questão de incerteza muitas vezes...porque há aqueles momentos em que sorrimos por nada e depois há aqueles momentos em que tudo nos parece errado e sofremos pela nossa dor e pela dos outros!
    André, trata-me por Bia (:

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com certeza Bia, vejo que temos modos de pensar similares! :) Isso agrada-me.

      Eliminar
  28. R: Oh, obrigada, obrigada mesmo, eu sim posso dizer que gostei do carinho que tiveste comigo! :) A tua forma de escrever é realmente especial, adoro.

    ResponderEliminar
  29. Sim, notasse pela maneira como escreves! E sempre bom todo o apoio! E se precisares de algo e na boa, sou boa ouvinte :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Digo o mesmo, :) É bom saber que às vezes as nossas palavras mínimas podem animar o dia de alguém e vice-versa.

      Eliminar
  30. Muito obrigado eu!! A sério, é sempre bom receber elogios :)

    ResponderEliminar
  31. Obrigada!
    Também escreves muito bem! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, obrigado eu não é? :)
      Volta sempre que quiseres.

      Eliminar
  32. Dá mais jeito :p subir e descer as escadas cansa muito :p
    Oh só agora é que reparei que não sigo o teu blog. Bem, vou passar a expia-te :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahahah, muito bem, podes tirar os sapatos, faz como se estivesses em tua casa, fica à vontade!

      Eliminar
  33. Ahahah ainda bem que não cheiro mal dos pés :p ahahah nem acredito no que acabei de escrever :D

    ResponderEliminar
  34. Ahahah é que sou mesmo :p És tu na foto?

    ResponderEliminar
  35. Eu também, tanto me agrada como me deixa feliz!
    Fala-me de ti, de ti e também da ligação do "ti" a este texto .. (:

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom, eu sou o tipo que todos acham anormal mas que acho ser das poucas pessoas normal na sociedade de hoje em dia. Tenho 18 anos, à procura de emprego há algumas semanas, um eterno romântico que nunca ouviu um '' amo-te '' de ninguém e vive na amargura da solidão e da falta de carinho. Vivo na constante de corações partidos e expectativas elevadas que a pessoa que vai mudar a triste realidade chegue rápido e me torne mais... positivo.

      Eliminar
  36. Ah :) já te ia dizer: não gosto nada de alargadores :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A minha fase alternativa já está a passar. Na realidade não tenho qualquer furo ou tattoo no corpo, mas nada contra. Antigamente achava arte, era algo bonito, incomum, forte. Hoje é nada mais que uma banalidade para putos de doze anos fazerem.

      Eliminar
  37. Porque anormal...? Fala-me dessa parte em detalhes se o quiseres, é claro...
    Quanto ao emprego...não vais tentar ir para a universidade?*
    Nunca ouviste um "amo-te"...nem de amigos? Sabes, hoje em dia acho isso uma coisa lindissima porque a palavra "amo-te" esta totalmente banalizada, eu já ouvi ... mas nunca namorei sabes?*

    Pensei que irias perguntar sobre quem eu era também ((:

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom, há muitas coisas que me diferenciam da sociedade da minha geração. Não sou de sair à noite, não sou de dormir com qualquer um, não sou de fumar, drogar, beber. Nunca estive bêbado, nem quero. Sempre estudei e tive objetivos de vida, por mais estúpido que parecesse ver o preço das casas aos catorze anos. Não gosto de música electrónica ou dance music. Nunca entrei numa discoteca. Só saio à noite no carnaval e é meramente porque quase me arrastam de casa. O estilo musical que passa nos bares costuma ser melhor. Sou do tipo de marcar jantaradas e ficar até às quatro da manhã num banco de jardim qualquer a conversar. Também sou homossexual, portanto, este ultimo factor deve ser o que tem maior peso no que toca à minha anormalidade.
      Segundo ponto, eu não segui universidade porque não sabia o que seguir. Sou formado em cozinha/pastelaria mas não gosto da área, ou melhor, não gosto de trabalhar nela. Adoro cozinhar para pessoas que gosto, acho fofo... Mas não consigo fazê-lo com alma para clientes estranhos. Também não quis ser um peso pesado na carteira cá de casa. Era pouco humilde da minha parte ir para um curso que não gostava só para dizer ter a experiência universitária. Talvez um dia eu entre, não sei.
      Os amigos, pelo menos os meus, dizem adoro-te em vez de amo-te, normalmente. Mas referia-me a ouvi-lo no sentido real, no sentido de alguém estar apaixonado por mim. Leva-me a questionar-me muitas vezes sobre qual será o meu problema para afastar pessoas. E claro que quero saber de ti também, mas não sabia se querias dizer e não quis ser indelicado a perguntar coisas sobre a tua vida do nada. :)

      Eliminar
  38. ah pois, no meu caso nao ha nada a fazer xD mas passa-se algo contigo?
    reparei que tb es de leiria :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pequenas inseguras, pequenos medos, pequenos desabafos.. é isso que se resume o Blog.
      És de Leiria também? :) Bom eu não sou da cidade, sou do distrito. Moro a 20 minutos.

      Eliminar
  39. Tens razão por vezes quando damos conta de algo já é tarde demais. E é por isso que eu ainda hoje vou tomar uma decisão sobre se desisto e tento a felicidade noutro lugar, ou se luto mais uma última vez mesmo sabendo que ainda me posso magoar mais.

    ResponderEliminar
  40. Desistir não é para fracos. Só os fortes conseguem compreender quando algo não lhes faz bem e quando determinada coisa deixou de mereces tentativas.
    Queres um conselho? Não te rebaixes aos pés de ninguém. Tenho a certeza que és forte e que vais encontrar alguém que te merece.

    ResponderEliminar
  41. mas olha que desabafar com uma pessoa também ajuda muito acredita :) sim sou :) e perto na mesma xD

    ResponderEliminar
  42. Gostei do teu texto! As vezes também sinto-me assim..

    Também as vezes nas coisas mais pequenhas se encontra nela a maior felicidade.. Só temos que saber olhar bem onde encontrálas, as vezes se encontram num simples olhar.. um olhar que tal vez pode ainda trazer mais coisas felizes depois.. :)

    Saudaçoes!!

    ResponderEliminar
  43. Eu também acho que há uma diferença entre desistir, e tentar novamente. Mas mesmo assim é sempre difícil desistir :s
    Eu se acabar por desistir, vou queres ficar sozinho muito tempo! E só não ficarei sozinho se a pessoa mostrar mesmo interesse, e eu gostar dela claro !

    ResponderEliminar